LEC é absolvido pelo STJD em suposto ato de racismo

Londrina Esporte Clube foi absolvido pela maioria dos votos. Brasil de Pelotas foi punido com multa e perda de um mando de campo.

LEC é absolvido pelo STJD em suposto ato de racismo
João Severo e Marcelo Ceribelli Foto: Daniela Lameira / Site STJD

Na última sexta-feira (10), a Londrina Esporte Clube foi absolvido em julgamento da Quinta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) das supostas acusações de racismo praticas por um torcedor alviceleste contra o Brasil de Pelotas (28), jogo da quinta rodada da série C do Campeonato Brasileiro realizado no estádio Bento de Freitas, em Pelotas. O Brasil de Pelotas foi multado em R$ 3 mil e a perda de um mando de campo pelas cusparadas no atacante Patrick.

A denúncia contra o time alviceleste foi efetuada pela Procuradoria do STJD depois da divulgação de imagens feitas por um canal de televisão em que mostrava um torcedor do LEC supostamente  imitando um macaco.   

De acordo com informações da assessoria de imprensa do STJD, Marcelo Ceribelli, autor dos supostos gestos de racismo, esteve no julgamento na última sexta-feira ( e afirmou que a atitude foi uma forma de ironizar depois de um amigo ser chamado de macaco por pessoas que estavam em uma árvore do lado de fora do estádio. “Um amigo que estava no grupo foi chamado de macaco. Foi uma reação pelo fato de estarem gritando macaco e eles estarem em cima de uma árvore”, afirmou Ceribelli. O Brasil de Pelotas vai recorrer da sentença.

Autor: Com informações da assessoria de imprensa do STJD

Voltar à página anterior

DEIXE SEU COMENTARIO